Tributo à minha paixão!


Escolhi o Corinthians como time do coração, desde a infância por influência de meu pai; depois, não resisti aos encantos vibrantes do Timão. Mal sabia eu, que Corinthians é uma espécie de tatuagem psíquica, gravada na infância por isso muito difícil de ser apagada; eu apaguei registros de crenças religiosas, dogmas católicos foram por mim rejeitados logo aos 9 anos, isso porque eu estudava em colégio de freiras... Aos 15 anos instalei na consciência o espiritismo e filosofias orientais milenares ... Mas, remover do psiquismo a crença no Corinthians jamais!
Tenho acompanhado as partidas do Corinthians tão apaixonadamente,que a tal letra abaixo é a minha cara... A ultima contra o Grêmio foi decisiva para a história não só cronológica do futebol brasileiro, mas sobretudo um novo marco comportamental nas massas fanáticas, em que, 30 milhões em uníssono bradavam em sintonia numa impulsão acústica estridente:

“Aqui tem um bando de loucoo...
Louco por ti Corinthians,
Aqueles que acham que é pouco,
Eu vivo por ti Corinthians.

Eu canto até ficar roucoo,
eu canto pra te empurrar,
vamos vamos meu Timão, vamos meu Timão,
Não Para de Lutar!”

Essa foi uma vibração intensa potentíssima, capaz de despertar os corinthianos mais apáticos, e tal impulso levou-me a refletir que a chamada queda do Corinthians nada mais é que uma grande oportunidade para sua elevação ética-moral e glorificação a sua vitoriosa e fiel torcida.

E que fique o efusivo exemplo a presidência e diretoria do Corinthians, que a Fiel Torcida deixou: mais vale vibrar com a derrota e queda para segunda divisão com HONRA que celebrar um titulo de campeão da primeira divisão desonrosamente.

Como corinthiana, posso orgulhar-me da sua posição de honra!

Comentários