Coletinho fofinho...

Aqui a encomenda foi pra menininha...Mas, se for um rapazinho, é só mudar a fita e a cor da blusinha...




clicar em cima da foto pra ampliar
Olha a receita aqui

Colete:

Frente direita: montar 38 pontos e trabalhar da seguinte maneira: 10 pontos em cordões de tricô e o restante dos pontos em barra 2/2, fazendo na parte do cordão de tricô 2 casas de cada lado da largura dos cordões (2v.). A 5 cm do início do trabalho, rematar os pontos dos cordões de tricô e trabalhe da seguinte maneira:
1ª carr.: 11 t., 2pjt, laç., 2 t, 2pjt , 11t
2ª carr. e todas pares: em tricô
3ª carr.: voltar à 1ª carr. Continue trabalhando desta maneira até atingir 23 cm do início do trabalho. Rem. os pontos. Faça a outra frente da mesma maneira, sem as casas.

Costas: Montar 70 pontos e trabalhar 5 cm em barra 2/2. Em seguida ontinue trabalhando desta maneira até atingir 23 cm do início. Rem. os pontos.

Cruze as fitas no ponto fantasia, acabamento em linha Susi vermelha.

Cachegorro Infantil

Essa peça acompanhou a blusa anteriormente mostrada.
A receita:
Cachegorro - Tam. 2 anos
Lã Mollet - 2 novelos - ag. 4 circular e ag. 7 comum.
Montar 84 pontos na agulha circular e trabalhar como se fosse ag. reta no ponto barra 1/1 por 7 cm ( vai ser a abertura pra o cachecol).
a partir daí trabalhar circularmente até atingir 23 cm ( contando desde o início). Fazer três carreiras de diminuições: 2m, 2j até o final. Fazer 1 carreira em meia. Passar 1 fio entre os pontos que ficaram na ag., puxar, franzindo o gorro e dar um arremate por dentro.
Cachecol: levante 12 pontos na ag.7 em cada abertura e tricotar em cordões de tricô por 60 cm. Arrematar. Colocar as franjas.

Blusa - Tamanho 2 anos

Estava trabalhando....
A cliente pediu aberta nos ombros.

clicar em cima da foto pra visualizar melhor.


Olha a receita aqui:
Blusa – tamanho 2 anos
Lã Mollet – 5 novelos – agulhas 4 e 5
Ponto fantasia
1ª carr.: em tr.
2ª carr.: 1 tr., 1 ponto sem fazer, 3 m., 1 sem fazer, 3m., terminando com 1 tr.
3ª carr.: em tr.
4ª carr.: igual a 2ª
5ª carr.: em tr.
6ª carr.: 1 tr., 1 sem fazer, 3 tr., 1 sem fazer, 3 tr., terminando com 1 tr.
Volte na 1ª carr.
Frente: Montar 60 pontos nas agulhas 4 . e tric. em barra 1/1. por 12 carreiras. Aumentar 12 pontos e passar para as agulhas 5. Trabalhar em ponto fantasia. A 27 cm do começo, para o decote, rem. os 16 pontos centrais e continuar cada lado separadamente nos 23 p., rem. do lado do meio, cada 2 car.: 2p. (3v). Restam 17 pontos. A 30 cm do começo, para o ombro esquerdo, deixar à espera os 17 p. da direita; pra o ombro direito, rem. os pontos de uma vez.
Costas: Coma na frente, sem formar o decote. A 30 cm do começo, rem. os 45p. da direita e deixar à espera, para o ombro esquerdo, os 17 pontos restantes.
Mangas: Montar 30 pontos nas agulhas 4 e tric. em barra 1/1 por 12 carreiras. Passar pra as agulhas 5. Aum.4 pontos na 1ªcarr.=34p. Continuar aum. de cada lado, cada 8 carr.: 1p.(5v). Obtemos 44 pontos. A 25 cm. Do começo rema.
Modo de armar: Costurar os lados, até a pala. Costurar o ombro direito. Fechar até as mangas e montá-las. Levantar ao redor do decote 62p. com as agulhas 4, tric. 2 cm em barra 1/1 e rem. Retomar os 17 p. deixados à espera no ombro esquerdo das costas, levantar em seguida 4 p. na borda da barra do decote das costas. Obtemos 21. ; tric. 4 carreiras em barra 1/1 e rem. Fazer o mesmo remate no ombro esquerdo da frente, formando 2 casas na 3ª carr.: tric. 12; 1 laç.; 2 p. juntos; 4 p; 1 laç.; 2 p. juntos e 1p. Pregar os botões.

Casaquinhos de bebê - Homenagem à Julieta Pisa!

Às vezes, pedimos coisas para a vida que ela não tem como nos oferecer. Mas, outras vezes ela nos dá coisas que não sabemos como agradecer... Exemplo: a amizade e o carinho recebidos de uma amiga virtual, que esse maravilhoso mundo da Net nos proporciona.
Olhem a revista que ela trouxe de Portugal e me enviou (de surpresa) gentilmente por Sedex.
Deus lhe pague Maria Julieta Pisa! Amei!






Mogi das Cruzes - SP

Hoje vou mostrar um pouco da minha cidade, através de imagens que obtive durante a última semana.

Mogi das Cruzes é uma cidade com pouco mais de 370.000 habitantes, situada a 750 metros acima do nível do mar. Localizada entre Serra do Mar e a Serra do Itapety, Mogi possui um clima bastante úmido com freqüente ocorrência de neblina (nevoeiro) proveniente da Serra do Mar. O seu ponto mais alto é o Pico do Urubu (Serra do Itapety) com elevação de 1140 metros acima do nível do mar, de onde é possível avistar toda a cidade, o Vale do Paraíba (Jacareí e São José dos Campos) e em dias sem muita poluição a cidade de São Paulo.

O seu povoamento começou em 1564 com o bandeirante Brás Cubas. Em 1611 alcançou o estatus de vila. É considerada uma das cidades mais antigas do Brasil.

A cidade possui 2 universidades desde a década de 70. Atualmente a UMC (Universidade de Mogi das Cruzes) e a UBC (Universidade Braz Cubas) possuem quase 40.000 alunos. Uma fica próxima à outra, e entre elas fica a Estação Estudantes da CPTM, construída em 1974 para servir aos estudantes vindos da Capital e das cidades vizinhas.

Mogi das Cruzes é uma cidade bastante industrializada, contando com a presença de empresas internacionais (Valtra Tratores, General Motors, NGK) e nacionais (Villares-Sidenor, Klabin, Papéis Melhoramentos, Elgin), só para citar algumas.

A agricultura também é essencial para a economia do município. Nele situa-se o “Cinturão-Verde”, uma grande área ao lado do Rio Tietê onde ocorre a produção de hortaliças, que abastece todo o eixo Rio-São Paulo, sendo responsável por 30% da produção nacional. Mogi também é o maior produtor nacional de caqui, nêspera e de orquídeas. Esse destaque no ramo da economia se deve essencialmente à grande Colônia Japonesa presente no município desde o começo do século XX.

A localização de Mogi é um dos principais fatores da chegada de centenas de empresas à cidade nos últimos 5 anos, que geraram em torno de 30.000 novos empregos. Distante da Capital apenas 60 km (de centro a centro), liga-se a ela através de duas rodovias modernas e duplicadas (Ayrton Senna e Mogi-Dutra), ficando a uma hora e meia do Porto de Santos e a duas horas do Porto de São Sebastião.

A cidade também é servida pelos trens da Linha E da CPTM, com quatro estações (Jundiapeba, Brás Cubas, Mogi das Cruzes e Estudantes) com intervalo de 8 minutos entre os trens. Só a Estação Mogi das Cruzes (central) serve de 5.000 a 8.000 usuários por dia. Com R$ 2,10 é possível embarcar aqui, chegar em São Paulo e fazer transferência gratuita com qualquer linha do Metrô.

Mogi também fica a meia hora da praia, com fácil acesso à Bertioga, São Sebastião (Maresias, Camburi, Boiçucança, etc.) e Baixada Santista. Isso se deve à Rodovia Mogi-Bertioga inaugurada em 1982 vencendo um desnível de 1100 metros da Serra do Mar, que atualmente está em fase final de modernização. Mais da metade da obra foi feita com o dinheiro do município.

Apesar de possuir mais de 370 mil habitantes, a cidade não possui uma densidade tão grande quanto outras de mesmo porte, com um baixo número de edifícios comparado à sua população. Seu skyline não é tão vasto porque os edifícios se concentram em 4 aglomerações distintas (Shangai/Centro, Socorro/Vila Oliveira, Nova Mogilar e Alto do Ipiranga/Chácara Jafet) e outros prédios isolados em outros bairros da cidade, inclusive no distrito de Brás Cubas, distante 5 quilômetros do centro de Mogi. A maioria dos edifícios é da década de 90 e atualmente a maior expansão imobiliária na cidade ocorre nos luxuosos condomínios horizontais na beira da Rodovia Mogi-Dutra, onde já há comércio próprio e filiais de colégios da Capital.

EIS A MINHA CIDADE:

SE DESEJAR VER MELHOR CLIQUE EM CIMA DA IMAGEM

1. Chegando à Mogi Pela Rodovia Mogi-Dutra.














2.A Universidade de Mogi das Cruzes com, inclusive, Curso de Medicina entre outros.

Mogi é o maior Cinturão Verde do Estado, abastecendo inúmeras regiões.














3. Paradise Resort Golf Village - Imagine um lugar às margens de uma belíssima represa, à sua volta um verdejante campo de golfe de 18 buracos, profissional, perfeito. Hospedou a Seleção da Bélgica na Copa das Copas em 2014.



4. Estação Mogi das Cruzes da CPTM, penúltima estação da linha E. Passam por aí cerca de 8.000 mil pessoas por dia com destino ao distrito de Brás Cubas, cidades vizinhas e para a Capital. Do lado direito está o grande problema do centro de Mogi: as passagens de nível, que atravancam o trânsito a cada 8 minutos. Existem 6 delas próximas ao centro e apenas uma passagem subterrânea e um viaduto.

5. Largo do Rosário (mais conhecido como "Praça da Marisa", por causa da Loja). Ao fundo está o Hotel Binder. Antes fazer do hotel existia ali uma Igreja do Rosário que foi demolida. O altar dela encontra-se na Igreja da Nossa Senhora do Brasil em São Paulo. Para relembrar a Igreja, a Prefeitura construiu este enorme Painel de Vidro. É meio difícil, mas se olharem com atenção poderão ver estampado no Painel de vidro a silhueta  da antiga Igreja de com o casario colonial nos lados.

6. Calçadão da Rua Paulo Frontin.



7. Teatro Vasques. Construído a mais de cem anos, foi inteiramente reformado em 2002 (até na programação) e voltou a ostentar o nome original (antes era “Teatro Municipal”).


8. Catedral de Santana, inaugurada na década de 60 substituindo a antiga, menor, para ser sede da Diocese de Mogi das Cruzes, que abrange 10 municípios e 1 milhão e meio de habitantes.

9. Praça da Matriz, com obelisco e  o Colégio Coronel Almeida. Ao fundo, está a Escola Mais Antiga de Mogi, com mais de um século de História.
10. Brasão da cidade no obelisco visto na foto acima, com a data da fundação do município.

10. Catedral de Santana, inaugurada na década de 60 substituindo a antiga, menor, para ser sede da Diocese de Mogi das Cruzes, que abrange 10 municípios e 1 milhão e meio de habitantes.
11. Mesquita no Alto do Ipiranga, considerada uma das maiores e mais belas do Brasil. Sua torre é vista de boa parte da cidade e está voltada para Meca. Além das celebrações islâmicas, ela é utilizada para diversos eventos culturais.
12.Praça da Mesquita no Alto do Ipiranga. Foi doada pela prefeitura de Mogi das Cruzes em homenagem à inauguração da Mesquita que fica ao lado. Estes painéis de concreto exibem trechos do Alcorão e sua tradução para o português.
13. Outra imagem da Praça da Mesquita, no Alto do Ipiranga. O prédio atrás é o Belvedere, que sofreu um “arrastão” (assalto) no mês passado.


 14.Praça Gebrail Sawaya no Socorro. Este é o Hipermercado D´avó, acima o residencial Art´s Garden e na direita Matisse, Portinari e Travel Inn.
15.A partir da Rua Manuel Rudge avistam-se os “melhores” residenciais de Mogi, todos de alto padrão, no bairro da Vila Oliveira. À esquerda só se vê o topo do Flat Travel Inn, seguido do Portinari, o mais luxuoso edifício da cidade (cerca de R$ 2 milhões a unidade), Art´s Garden (só o topo), Manhattan e o imponente Matisse (23 andares).).
16.Vista a partir do Alto do Ipiranga: abaixo estão os edifícios do Centro e do bairro do Shangai. Ao fundo avista-se a Serra do Itapety

17. Helbor Tower, o maior edifício comercial de Mogi. Possui 16 andares e há um heliponto no topo. É moderníssimo por dentro, não devendo nada aos grandes comerciais da Capital.
18. Praça da Bíblia, no centro. Em primeiro plano está um dos primeiros edifícios de Mogi, o Rio Negro, e ao fundo o Condomínio Stella Maris. Este lugar é um ponto crítica para enchentes: nos grandes temporais, a água chega a ficar com 2 metros de altura nesta praça.
19. Também tirada da passarela, esta mostra em primeiro plano o campo do Clube Comercial. Na direita está um dos prédios da Universidade Braz Cubas e no centro o seu ginásio.


21.Bairro Nova Mogilar. Em primeiro plano está a rodoviária.O prédio mais alto é o Orion, com 21 andares e é um misto de residencial com flat. Aquele Habib´s é 24 horas. Esta foto foi tirada de cima da passarela sobre a Estação Estudantes.

20. Mais uma do Nova Mogilar, agora com uma visão da Serra do Itapety. Entre estes prédios e a serra há uma extensa área plana que é cortada pelo Rio Tietê.



18. Pico do Urubu. Ponto Mais Alto da Cidade com Magnífica Visão das Cidades do Alto Tietê-, do Vale do Paraíba, de São Paulo (em Dias de Céu Limpo, E Possível avistar o Aeroporto Internacional de Guarulhos e Ate O Pico do Jaraguá) e da Serra do Mar

Mogi vista do Pico do Urubu.



23. Mogi Shopping

24. Parque Centenário - Em meados de 2007, foi idealizado um parque homenageando o centenário da imigração japonesa e, em 28 de junho de 2008, foi inaugurado o Parque Centenário. 


25. Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes


Texto e fotos de Caco Bianchi, que postou nesse blog
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=410962/

Enfeitam uma caixinha, perfumam uma gaveta ou ficam lindas num acessório pra frio...






Este square é um pouco menor que 15 cm.
Para o coração:
6 corr , feche com pbx.
1- trabalhe no anel : pb, mpa, pa, 2pad, 2pa, 3mpa, pb, pa, pb, 3mpa, 2pa, 2pad, pa, mpa, pb. Feche com pbx.
2- 1 corr, pb no mesmo pto, 2 mpa no próximo pto, 2 pa no próx pto, 2 pad nos próxs 2 ptos, pa nos próxs 2 ptos, 2 mpa no próx pto, mpa no próx pto, pb nos próxs 2 ptos, pa no [róx pto,, pb nos próxs 2 ptos, mpa no próx pto, 2 mpa no próx pto, pa nos próxs 2 ptos, 2 pad nos próxs 2 ptos, 2 pa no próx pto, 2 mpa no próx pto, pb. Feche com pbx.

Square com coração
1- Com o lado avesso do coração virado para você, coloque o fio com pbx na laçada do primeiro pto, a esquerda de onde o coração faz um ''v''. ( a foto pode ajudar). Pb no mesmo pto, 3 corr e pb, na volta toda, fazendo 8 arcos. feche com pbx.
2- pbx para o primeiro arco, * 3 pa, 1 corr, 3 pa no espaço de 1 corr, (pule prox 3 ptos, 3 pa no espaco) 4 vezes* repita **.
feche com pbx.
Arremate.

Manta rosa para o Grupo Fio de Luz